Fachin não prevê reunião fechada com Forças Armadas para tratar de eleições
 Imagem: Adriano Machado / Reuters

Fachin não prevê reunião fechada com Forças Armadas para tratar de eleições

O Ministério da Defesa enviou um ofício ao TSE pedindo uma audiência particular entre os militares e a Justiça Eleitoral

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Edson Fachin, afirmou com exclusividade à CNN que não há previsão de reunião fechada com as Forças Armadas e que o diálogo sobre eleições é dentro da Comissão de Transparência das Eleições (CTE) e o Observatório de Transparência das Eleições (OTE), de que as forças armadas já participam.

“Não imagino que instituição almeje tratamento privilegiado, preciso prezar pela igualdade”, disse o ministro.

Fachin se referia ao novo ofício enviado à Corte pelo Ministério da Defesa reiterando a solicitação de uma audiência particular entre os grupos técnicos das Forças Armadas e da Justiça Eleitoral.

Nesta segunda-feira (20), houve uma reunião da Comissão de Transparência em formato virtual. O general Heber Garcia Portela estava presente, mas de microfone e câmera fechados e não se manifestou.

Fachin disse, no entanto, que tem um ótimo diálogo com as Forças Armadas e lembrou que os militares têm um papel importante nas eleições historicamente, que é o apoio logístico, especialmente no sentido e levar as urnas aos locais mais longínquos. Em aldeias indígenas, por exemplo.

Na reunião foram apresentados os resultados dos trabalhos e estudos que vêm sendo realizados nos últimos meses para assegurar a transparência e a auditabilidade do pleito geral de 2022, que acontecerá em outubro. Compareceram ao encontro, realizado de forma híbrida, 34 representantes de entidades públicas e privadas, incluindo partidos políticos, que compõem os dois organismos.

A Justiça Eleitoral e o Ministério da Defesa têm trocado ofícios sobre questionamentos feitos pelas Forças Armadas a respeito do sistema de votação brasileiro.

Em 13 de junho, Fachin enviou um ofício à pasta em que afirmou ter “elevada consideração” pelas Forças Armadas e que o diálogo é necessário para fortalecer a democracia.

A proposta de um diálogo ocorre após o ministro ter se queixado que as Forças Armadas não vinham sendo prestigiadas pela Justiça Eleitoral. Como resposta, o TSE divulgou uma lista das recomendações que foram acatadas para as eleições deste ano.

 

 

* Com informações: CNN Brasil
Jakybalis Neto

Jakybalis Neto

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Outras Notícias

img
Defesa e Forças Armadas apresentam notícia-crime contra Ciro sobre fala a respeito da Amazônia

Defesa e Forças Armadas apresentam notícia-crime contra Ciro sobre fala a respeito da Amazônia

Pedetista citou uma suposta proteção das autoridades brasileiras ao narcotráfico, “inclusive das Forças Armadas”, na...

24/06/2022

Defesa diz que Forças Armadas indicarão representantes para fiscalizar sistema de votação

Defesa diz que Forças Armadas indicarão representantes para fiscalizar sistema de votação

Em novo ofício, ministro lembra que resolução da Justiça Eleitoral, datada de dezembro do ano...

20/06/2022

Lula diz que pediu a FHC a libertação dos sequestradores de Abilio Diniz

Lula diz que pediu a FHC a libertação dos sequestradores de Abilio Diniz

Em evento em Alagoas, o petista disse que intercedeu pelos criminosos porque eles haviam começado...

19/06/2022

brand

Portal de Notícias com sede em Presidente Epitácio (SP).

Localização

Avenida Presidente Vargas, 1

contato@agoraepitacio.com.br (18) 99690-0179

Este website utiliza cookies próprios e de terceiros a fim de personalizar o conteúdo, melhorar a experiência do usuário, fornecer funções de mídias sociais e analisar o tráfego. Para continuar navegando você deve concordar com nossa Política de Privacidade.

Aceito. Não aceito.